História da Citometria de Fluxo

O primeiro dispositivo de citometria de fluxo baseado em fluorescência (ICP 11) foi desenvolvido em 1968 por Wolfgang Göhde da Universidade de Münster, Alemanha e foi primeiramente comercializado em 1968/69 pelo empreendedor e fabricante alemão Partec através da Phywe AG em Göttingen. Naquela época, os métodos de absorção ainda eram amplamente favorecidos por outros cientistas em comparação com métodos de fluorescência1.

O nome original da tecnologia de citometria de fluxo foi citofotometria de pulso (em alemão: mpulszytophotometrie). Apenas 10 anos depois, em 1978, na Conferência da Fundação da Engenharia Americana em Pensacola, Flórida, o nome foi alterado para citometria de fluxo, um termo que rapidamente se tornou popular. Logo depois, foram desenvolvidos instrumentos de citometria de fluxo, incluindo o Cytofluorograph (1971) da Bio/Physics Systems Inc. (mais tarde: Ortho Diagnostics), o PAS 8000 (1973) da Partec, o primeiro instrumento FACS da Becton Dickinson (1974), o ICP 22 (1975) da Partec/Phywe e os Epics da Coulter (1977/78) 2.

Referências

  1. "Wallace H. Coulter 1913-1998". Beckman Coulter, Inc. http://www.beckmancoulter.com/hr/ourcompany/oc_WHCoulter_bio.asp. Acesso em: 2008-07-31.
  2. "Joseph R. Coulter Jr. 1924-1995". Beckman Coulter, Inc. http://www.beckmancoulter.com/hr/ourcompany/oc_JRCoulter_bio.asp. Acesso em: 2008-07-31.
  3. Presentation by Bob Auer - 2 December 2008 - Imagens e texto
  4. Kamentsky, Proceedings of the Conference "Cytology Automation" in Edinburgh, 1970
  5. Imagens que não são dos equipamentos da Beckman Coulter são de Palestras de J. Paul Robinson postados no site da Purdue.
Flow Cytometry Software